Universidades da Nova Zelândia comemoram volta dos estudantes

Universidades da Nova Zelândia poderão receber alunos em 2021

Serão prioritários os estudantes que estiverem prestes a concluir seus cursos em universidades da Nova Zelândia

Após o fechamento da fronteira por conta da pandemia de Covid-19 (causada pelo novo coronavírus), pelo menos mil estudantes poderão voltar às universidades da Nova Zelândia a partir de abril deste ano. A prioridade será dada a estudantes que estiverem próximos à formatura.

O ministro da Educação Chris Hipkins informou na quinta-feira (14) que 300 alunos chegariam em abril e os outros 700 conforme a disponibilidade do MIQ

Estima-se que mesmo essa pequena quantidade de alunos já pode injetar NZ$49 milhões na economia.

Elegibilidade e taxa

Os alunos não precisarão se inscrever para as vagas, pois serão as universidades responsáveis pela identificação dos elegíveis.

Esses estudantes precisam ter, ou ter tido, um Student Visa para 2020, terem estudado nos anos de 2019 e/ou 2020 na Nova Zelândia e estarem no país para concluir seus estudos. 

Uma taxa de isolamento será cobrada dos alunos, que vão precisar reservar seu espaço por meio do sistema de alocação. Porém a isenção foi concedida aos estudantes de graduação ou superior que tenham iniciado seus estudos na Nova Zelândia e estavam fora do país no fechamento da fronteira. 

Comemorações e preocupações com a saúde

Após meses de dificuldades enfrentadas pelas universidades neozelandesas, a comemoração tem um tom de alívio. E não só pelo retorno financeiro, mas também pela oportunidade de formar novos estudantes. 

“Para cada aluno, a oportunidade de retornar é enorme”, disse o vice-diretor do escritório internacional da Universidade de Auckland, Ainslie Moore, sobre a pequena quantidade de alunos que voltarão às universidades.

Já a vice-reitora da  Universidade de Massey, Tere McGonagle-Daly, apontou para a importância da segurança dos alunos. “Todos os nossos alunos internacionais são importantes e precisamos oferecer segurança a todos eles”, disse ela.

Conforme dito pelo ministro da Educação Chris Hipkins, a prioridade continua sendo a saúde, segurança e bem-estar de todas as pessoas na Nova Zelândia.

Veja mais:

Restrições de fronteira: quem pode entrar na Nova Zelândia ou pedir para viajar para o país

Compartilhe este post com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Veja mais postagens que você pode gostar

Regiões da Nova Zelândia
Informações

Conheça as Regiões da Nova Zelândia

Quando você pensa em Nova Zelândia, quais cidades/regiões vêm mais rapidamente à sua mente? Normalmente as pessoas conhecem Auckland, Christchurch, Queenstown,  Wellington. O que mais

Ler mais »

Se inscreva na nossa newsletter

Não perca nenhuma novidade. Receba tudo no seu email.
Fique tranquilo, não mandamos spams.