Entenda como funciona o sistema de saúde da Nova Zelândia

Entenda como funciona o sistema de saúde da Nova Zelândia

O sistema de saúde da Nova Zelândia é acessível e tem baixo custo quando se trata de atendimento particular para kiwis, residentes ou estrangeiros que gozam de um visto de trabalho há mais de dois anos. 

Entretanto, para quem não estiver neste grupo, é necessário realizar a contratação de um seguro saúde para receber qualquer atendimento médico. 

Inclusive, contratar um seguro saúde é uma premissa básica para quem acaba de chegar no país. Por isso, prepare-se! Consulte todas as opções de seguro e suas coberturas. 

A rede de atendimento

As redes de atendimento tanto públicas quanto privadas são de excelente qualidade.

Elas contam com equipes preparadas e o suporte médico é incrível na maioria do território neozelandês. 

E é possível que tenhamos uma dimensão disso após o início da pandemia de Covid-19, através das ações tomadas por autoridades de saúde do país, fazendo com que a Nova Zelândia seja um dos países que melhor controlaram a transmissão do novo coronavírus.

E, assim como no Brasil, no país pode-se contar tanto com o atendimento público quanto com o da rede privada. 

A grande diferença é que os tratamentos podem não ser totalmente gratuitos na rede pública e podem ter um custo menor na rede privada por subsídios do governo neozelandês. 

Como funciona o atendimento 

Diferente do atendimento público no Brasil – onde procuramos um hospital de preferência ou o mais próximo para o atendimento -, na Nova Zelândia é necessário procurar um GP (General Practitioner). 

Você será cadastrado a este clínico-geral e será ele o encarregado de te atender sempre que surgir uma emergência. 

Além disso, ele terá seu histórico de atendimento e o disponibilizará para todos os outros profissionais que o atenderem.

Este médico não será responsável por consultas de rotina, somente por consultas emergenciais.

Ainda é possível se cadastrar antes de necessitar de um atendimento no site do governo neozelandês. O profissional será escolhido dentre os profissionais que atuam na região onde você reside e, consequentemente, de acordo com seu endereço. 

Mas, só para lembrar, este serviço gratuito é disponibilizado apenas para cidadãos neozelandeses, residentes e estrangeiros que estejam no país com um visto de trabalho elegível há mais de dois anos. Caso contrário, as consultas são pagas, podendo variar de NZ $50 a NZ $80. 

Se você não tiver condições de arcar com a assistência médica de um GP, pode procurar os hospitais e clínicas 24 horas, que atuam com pronto atendimento.

Ah, e vale lembrar que, para crianças de até 12 anos, as consultas e medicamentos são gratuitos.

E isso vale para as cidadãs e também para estrangeiras que estejam sob custódia de pais elegíveis ao atendimento de saúde pública.

Médicos de especialidades

Quando somente a consulta com o GP não é suficiente, o paciente é encaminhado para uma especialidade médica. 

E para ser atendido por médicos de especialidades, como por exemplo um cardiologista ou até mesmo um dermatologista, é somente possível com o encaminhamento dado pelo GP.

Então não é possível ligar para uma clínica médica, por exemplo, e agendar um médico especialista sem antes se consultar com seu GP.

Medicamentos

Receita é imprescindível para a compra da maioria dos medicamentos na Nova Zelândia. 

E se você está no grupo dos cidadãos, residentes ou possuintes de visto de trabalho há mais de dois anos, o custo de uma medicação não passa de NZ $5, com preço tabelado, pois há subsídio do governo da Nova Zelândia para a compra de medicamentos. 

Mas se a consulta passou de um GP para um especialista, a medicação pode passar a ter um teto de NZ $15.

E somente é possível comprar sem receita alguns analgésicos, antigripais e antitérmicos. 

Plano de saúde

Muitas empresas da Nova Zelândia oferecem planos de saúde empresariais para seus funcionários. 

Mas optar por pagar mensalmente um plano individual não é muito caro. Geralmente os planos de saúde custam aproximadamente NZ $100 mensais. 

E estes por muitas vezes incluem oftalmologistas e até serviços de odontologia – tratamentos dentários podem ser caríssimos na Nova Zelândia. 

Atendimento justo

No fim, mesmo não sendo totalmente gratuito, os custos com o sistema de saúde na Nova Zelândia ainda sim são acessíveis e isso torna o sistema mais justo. 

Além de o sistema não ser sobrecarregado e os profissionais serem valorizados e muito capacitados. 

E caso você não esteja eleito para utilizar o sistema público de saúde do país, pode também contratar o seguro saúde que mais combina com você e seu estilo de vida.

Veja mais:

Covid-19: Desafio da Nova Zelândia é alcançar a imunidade coletiva

Compartilhe este post com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Veja mais postagens que você pode gostar

Se inscreva na nossa newsletter

Não perca nenhuma novidade. Receba tudo no seu email.
Fique tranquilo, não mandamos spams.