Apesar de novo caso, Auckland passa para o nível de alerta 2

Auckland passou para o nível de alerta 2 da Covid-19

À meia-noite de quarta-feira, 17, Auckland passou para o nível de alerta 2 da Covid-19, enquanto o resto do país foi para o nível de alerta 1.

Dois novos casos de Covid-19 foram confirmados, e ambos são irmãos e alunos da Papatoetoe High School. Agora, outro membro da família testou positivo para a doença. 

Os infectados

O diretor-geral de saúde, Dr. Ashley Bloomfield, disse que os dois casos da Papatoetoe High School não estavam na escola quando foram infectados.

Mas mesmo assim, a escola terá que ficar fechada até a próxima segunda-feira, até que todos os alunos, professores e funcionários da escola apresentem um teste negativo. 

Quase 80 por cento dos alunos da escola tiveram resultados negativos, mas ainda há 363 testes pendentes.

E para além disso, um dos infectados é um funcionário do McDonald’s, confirmou Bloomfield. 

Em um comunicado, o McDonald’s revelou que o caso trabalhava em seu restaurante Cavendish Drive.

“Recebemos notificação do Conselho de Saúde do Distrito de Auckland na tarde de quarta-feira de um membro da equipe do McDonald’s que teve um teste positivo para Covid-19”, disse o McDonald’s.

“A DHB nos notificou que esta pessoa havia trabalhado em um turno na tarde de sábado, antes da mudança para o nível de alerta 3.

“Respondemos imediatamente e seguimos as instruções do DHB e do Ministério da Saúde.

Medidas de segurança

Embora a maior parte do país esteja em um nível menos exigente, ainda sim será obrigatório o uso de máscaras no transporte público.

Ainda haverá algumas restrições para as pessoas conectadas à Papatoetoe High School, mas não haverá uma ordem de saúde pública obrigando a comunidade escolar a se isolar por terem sido cooperativas, disse Bloomfield.

E mediante ao caso do funcionário do McDonald’s, em suma, a empresa disse que “Os funcionários estão recebendo informações detalhadas e suporte. Todos os funcionários que trabalharam ao mesmo tempo foram aconselhados a isolar e fazer o teste. Também fechamos o restaurante Cavendish Drive para uma limpeza profunda imediata.

O especialista em doenças infecciosas da Universidade de Otago, Professor David Murdoch, disse que a decisão mostra que as autoridades consideram que a extensão da disseminação potencial foi contida.

“Acho que vai ser um período de cautela e provavelmente nervoso nos próximos dias, conforme veremos o resto dos resultados – e espero que não tenhamos mais casos”, disse ele.

Próxima revisão nos níveis de alerta

Para a primeira-ministra, Jacinda Ardern, não há grandes motivos para se preocupar, pois os infectados estão em uma única cadeia de transmissão e, portanto, é possível controlá-los. 

Ardern disse também que a próxima revisão nos níveis de alerta será na próxima segunda-feira, 22.

Até lá, a primeira-ministra pediu que os neozelandeses ajudem na não propagação do vírus.

“Se você estiver doente, por favor, fique em casa – esta continua a ser uma de nossas mensagens mais importantes”, disse ela. 

A primeira-ministra não descartou as chances de que novos casos venham a aparecer, mas também disse que se os habitantes de Auckland seguirem as regras no fim de semana, o gabinete estará em melhor posição para tomar sua decisão na segunda-feira.

Veja quais são as regras para os níveis de alerta:

Regras de nível 2

  • As pessoas ainda podem ir trabalhar.
  • Escolas e creches permanecem abertas.
  • Encontros restritos a 100 pessoas
  • Locais públicos e de hospitalidade podem ser abertos, e esportes são permitidos, sujeitos a limites de coleta de números e outras disposições.
  • Distanciamento social em público com estranhos obrigatório.

Regras de nível 1

  • A doença está contida na Nova Zelândia e não há restrições para movimentos e reuniões.
  • Medidas de entrada na fronteira – incluindo isolamento gerenciado e quarentena – estão em vigor para minimizar o risco de importação de caixas Covid-19.
  • As pessoas devem ficar em casa se sentirem mal e fazer um teste de Covid-19.
  • Legalmente, coberturas faciais devem ser usadas em todos os transportes públicos na Nova Zelândia.
  • Os códigos QR emitidos pelo governo legalmente devem ser exibidos nos locais de trabalho e no transporte público para permitir o uso do aplicativo NZ Covid Tracer para rastreamento de contatos, que as pessoas são incentivadas a usar.

O que disse Hipkins

O ministro de resposta da Covid-19, Chris Hipkins, disse que os novos casos de hoje são casos “contínuos” e um resultado dos casos anteriores.

O ministro disse também que vai depender das circunstâncias de cada caso para saber se os níveis de alerta são aumentados em situações futuras.

“O que tornou este caso um quebra-cabeça é que não temos uma boa pista sobre a fonte”, disse ele.

Veja mais:

Fronteiras da Nova Zelândia: Entenda qual a importância

Compartilhe este post com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Veja mais postagens que você pode gostar

Se inscreva na nossa newsletter

Não perca nenhuma novidade. Receba tudo no seu email.
Fique tranquilo, não mandamos spams.